Skip to content

DAPP em gatos: saiba como identificar e tratar a Dermatite Alérgica à Picada de Pulga

abril 1, 2019
Dapp em gatos: Gato sendo escovado por veterinário

Apesar de pequenas as pulgas podem causar sérios problemas nos gatos e um deles é a DAPP em gatos, a Dermatite Alérgica à Picada de Pulga.

Para você que ainda não conhece esta doença ou pelo menos nunca ouviu falar dela, ela é uma reação alérgica exagerada à picada das pulgas e que pode trazer complicações para a saúde do seu gatinho.

Veja a seguir as causas, sintomas e tratamento da DAPP em gatos. Confira!

O que causa a DAPP em gatos?

Gato com a pata no rosto

A Dermatite Alérgica à Picada de Pulga – DAPP – é uma alergia que pode acometer tanto cães como gatos que tenham pré-disposição para a doença.

Toda alergia é uma espécie de alteração do sistema imunológico em resposta a um alérgeno (componente que o corpo reconhece como irritante) e que causa a liberação excessiva de uma substância inflamatória chamada histamina.

Um gato com alergia a pulgas possui um sistema imunológico que se altera ao contato com a saliva da pulga durante a picada. Ela causa uma reação de hipersensibilidade por possuir componentes antigênicos (substâncias que estimulam a produção de anticorpos), capazes de desencadear uma série de sintomas que veremos a seguir.

Quais os sintomas de alergia à picada de pulga?

Gato deitado com veterinário

Os sintomas da DAPP em gatos começam a se manifestar logo após a picada da pulga. Os sintomas mais comuns são:

  • Coceira intensa;
  • Vermelhidão na pele;
  • Lambidas excessivas;
  • Descamação;
  • Lesões e feridas na pele;
  • Formação de crostas;
  • Falhas na pelagem (hipotricose);
  • Falta de pelos (alopecia).

A Dermatite Alérgica à Picada de Pulga pode ocorrer em qualquer parte do corpo que for picada pela pulga, mas costuma acometer com mais frequência a região do ânus, cauda, dorso, pernas, abdômen e pescoço.

Gatos com DAPP ainda podem desenvolver um outro tipo de alergia, denominada dermatite miliar, em que há a formação de diversos pontinhos de lesão na região afetada.

Como diagnosticar e tratar a DAPP em gatos?

dapp em gatos: felino com colar elisabetano

O diagnóstico de DAPP em gatos deve ser realizado por um médico veterinário por meio do histórico clínico do animal, observação dos sintomas e do exame físico.

Em alguns casos, pode-se realizar um exame de sangue para confirmação do diagnóstico, já que gatos que sofrem de DAPP apresentam um número elevado de eosinófilos (células de defesa) na corrente sanguínea.

O tratamento para a DAPP em gatos consiste em eliminar as pulgas, reduzindo assim, o número de picadas e, consequentemente, das reações alérgicas.

Assim, o uso de um medicamento como o Antipulgas Bravecto para Gatos é imprescindível no controle das pulgas e no tratamento complementar e preventivo da DAPP.

Além do medicamento antipulgas, veterinários costumam receitar fármacos à base de corticoide ou anti-histamínicos de uso tópico a fim de reduzir os sintomas e desconfortos da doença. Os medicamentos prescritos e duração do tratamento variam caso a caso. O uso do colar elisabetano também pode ser indicado.

Manter a limpeza do ambiente que seu gato vive também é muito importante no tratamento e prevenção da DAPP. Formas imaturas de pulgas vivem em tapetes, sofás, camas, frestas do piso, carpetes e outros locais no ambiente. Se não forem removidas, elas podem eclodir e reinfestar o seu gato.

Por isso, sempre passe aspirador nos locais que seu gato costuma ficar e use produtos antipulgas específicos para o ambiente.

Por fim, é muito importante levar seu gato ao veterinário ao primeiro sinal de DAPP, pois essa alergia pode servir de porta de entrada para infecções mais sérias, causadas por bactérias oportunistas que encontram na pele lesionada o local ideal para se proliferar.

Sem contar que a DAPP pode se tornar crônica e escurecer e engrossar a pele lesionada permanentemente. Todo cuidado com o seu bichano é pouco!

Quer saber como proteger seu gato das pulgas? Leia o nosso artigo sobre pulgas em gatos e saiba tudo sobre este parasita!

*Este site tem caráter informativo e não possui nenhuma ligação com a MSD Saúde Animal.

Scroll Up